Cimarrón Uruguaio

cimarron_uruguaio
Cimarrón Uruguaio

Única raça uruguaia reconhecida internacionalmente, descende dos cães trazidos pelos espanhóis durante o descobrimento e colonização da América.

Esses cães, na maioria Mastins, Galgos e Lebréis, foram abandonados e acabaram cruzando entre si nas matas da região, dando origem a um cão rústico e resistente, onde a seleção natural permitiu a sobrevivência dos cães mais hábeis, astutos e fortes, chegando ao Cimarrón de hoje.

Durante as guerras pela independência, final do século XVIII, a população de cimarrones crescia em proporção desordenada, especialmente em função da fartura de alimento. Na tentativa de reduzir os ataques de cães ao gado, o governo incentivou o extermínio da raça em troca de uma quantia em ouro, onde mais de 300 mil exemplares tenham sidos mortos.

Com o tempo, fazendeiros da região perceberam nestes cães características que poderiam auxiliar na lida com o gado, na caça de animais como javalis e porcos selvagens, bem como na guarda da propriedade. Assim, iniciou-se a domesticação dos cães restantes.

Guardião Exemplar Ideal para fazendas, guarda e companhia, é rústico, de extrema coragem, não tem agressividade gratuita. À noite, defende muito bem seu território, mantendo estranhos afastados.

CARACTERÍSTICAS


País de origem:Uruguai

Utilização:Trabalho com gado, caça ou guarda.

Tamanho:58 a 61 cm para machos e 55 a 58 cm para fêmeas (com tolerância de 2 cm).

Peso:38 a 45 quilos para machos e 33 a 40 quilos para fêmeas.

Aspectos Gerais:É um cão de tamanho mediano, forte, compacto, com boa ossatura, musculoso e ágil. É um pouco mais longo que alto dado a impressão de um retângulo moderado. A altura na cernelha é igual à altura na garupa e o comprimento do focinho é ligeiramente mais curto que o crânio. A cauda é grossa e de implantação mediana. Seu comprimento deve chegar ao jarrete. Em repouso, é portada baixa, em movimento se eleva à horizontal ou levemente para cima, mas nunca passando do nível do dorso. Admite-se a amputação entre a terceira e sexta vértebras.

Pelagem:O pelo é curto, liso, rente ao corpo e com subpelo. A presença de pelo longo é falha eliminatória. As cores podem ser tigrado ou baio. Manchas brancas são permitidas nas seguintes regiões: focinho, parte inferior do pescoço, antepeito, peito, região ventral e na parte mais inferior dos membros.

Longevidade:12 a 13 anos.

Agressividade:Média

Área de Criação:Grande

Temperamento:É um cão equilibrado, sagaz, inquisitivo e de grande coragem.

Atividade Física:Moderada

Texto: fonte - Anuário Cães 2010 - Editora Minuano
1012 Visualizações

 

Veja também:

Dog Foods
Conheça a linha de produtos Pet Food
cao_de_crista_chines
Cão de Crista Chinês

Comentários