Malamute do Alasca

malamute_do_alasca
Malamute do Alasca

O nome provém da tribo nativa chamada Mahlemuts, situada na costa de Kotzebue Sound, na parte noroeste do Alasca, que usava esses cães para tração de trenós. Apesar de hoje pertencer aos Estados Unidos, foram os russos que primeiro ocuparam a região.

A origem desses povos e seus cães não é bem clara, mas especialistas sustentam teorias de ter existido, durante o período glacial. De qualquer forma, o fato estabelecido é que algumas raças foram encontradas no Ártico e o cão de trenó nativo do Alasca Ártico é hoje o chamando Malamute.

Quase Extintos: Com a povoação do Alasca por brancos, os colonizadores trouxeram cães da Sibéria, Groenlândia e outras regiões árticas, quase colocando a existência dos Malamutes em risco.

A Popularidade das corridas de trenós, no entanto,aumentaram o interesse de criadores pela raça.

Ele é afetivo, amigável, mas muito independente, não podendo ser considerado um cão de um dono só.

CARACTERÍSTICAS


País de origem:Alasca

Utilização:Tração de trenós

Tamanho: 58,5 a 63,5 cm

Peso:34 a 38,5 quilos

Aspectos Gerais:Corpo musculado, de estrutura forte,peito profundo e forte. Sua cabeça é ampla e suas orelhas, eretas.

Pelagem:Espessa, protetoramente rústica, nunca longa ou macia, com denso subpelo com 2,5 cm a 5 cm, lanoso e oleoso. O comprimento do pelo varia com a do subpelo e as cores aceitas são cinza-claro, preta e castanho muito escuro sombreado, castanho muito escuro e vermelho sombreado, sempre branca na linha inferior.

Longevidade:10 a 12 anos

Agressividade:Média

Área de Criação:Média

Temperamento:Afetivo, amigável, independente e inteligente.

Atividade Física:Moderada

Texto: fonte - Anuário Cães 2010 - Editora Minuano
569 Visualizações

 

Veja também:

Dog Foods
Conheça a linha de produtos Pet Food
maltes
Maltês

Comentários