Pastor Belga Groenendael

pastor_belga_groenendael
Pastor Belga Groenendael

O Pastor Belga teve origem no século 18, a partir dos antigos cães de pastoreio da Europa Central e Deerhounds.

No início, era muito utilizado para ajudar pastores a vigiar e conduzir os rebanhos em grandes migrações. Mas quando não estava nessas missões, tomava conta da casa e da família.

A aparência atual do Pastor Belga surgiu apenas no final do século 19, quando o veterinário belga Adolphe Reul foi incumbido de estabelecer e aperfeiçoar uma raça de pastoreio nacional.

Ele reuniu mais de 100 cães e descobriu que entre eles havia um grupo com características homogêneas, que se diferenciavam apenas no comprimento, textura e cor da pelagem. No ano seguinte, era redigido o primeiro padrão do Pastor Belga, reconhecendo três variedades: pelo longo, curto e duro, sem restrição de cores.

Variedades: A partir de 1899, ocorreram restrições ás colorações e tipos de pelagens, o que deu origem às variedades de Groenendael, Tervueren, Malinois e Laekenois.

O Groenendael recebeu essa denominação em homenagem ao proprietário do castelo com o mesmo nome, Nicolas Rose, localizado nas redondezas de Bruxelas. Rose adquiriu um casal, que com seus descendentes, foi a base do tronco de formação desses lindos pastores negros.

Em meados de 1900, as quatro variedades de pastores belgas foram reconhecidas pela entidade belga Societé Royale Saint Hubert. A raça se popularizou no mundo todo devido à versatilidade e inteligência aguçadissíma. Os pastores belgas, seja qual for a variedade, são capazes de desenvolver múltiplas funções, pois, além de pastores, são excelentes companheiros, guardas e policiais, fazendo patrulhas, buscas, servindo de mensageiro e até puxando trenós.

No Brasil, as variedades Groenendael, e Malinois já podem ser encontradas com facilidade.

O alto instinto de proteção em relação às pessoas mais próximas faz com que andem rodeando o dono, em vez de seguirem ao lado – característica tão peculiar, que o próprio padrão comenta.

Outra característica interessante, é que não abandonam o território, para perseguir um invasor em fuga. Trata-se de mais uma herança da vida de pastor, em que não podiam deixar o rebanho sozinho.

São cães muito afetuosos e precisam ter contato com o dono para ficarem felizes. Se permanecem no jardim sem nenhuma atenção tornam-se tristes.

CARACTERÍSTICAS


País de origem:Bélgica

Utilização:Pastoreio, Guarda, Policial e Companhia

Tamanho:62 cm para machos e 58 para fêmeas

Peso:25 a 30 machos / 20 a 25 fêmeas

Aspectos Gerais:porte médio, quadrado, elegante, robusto, de cabeça erguida e de olhar esperto. Tende a correr em círculos e não em linha reta, o que lhe confere uma habilidade incomum para o trabalho de pastoreio, trabalho desenvolvido por seus ancestrais.

Pelagem:dupla, subpelo lanoso e denso. O pelo tem aspecto, comprimento e direção variados, mas é abundante, denso e tem boa textura. É longo principalmente na face posterior das coxas e na cauda, formando uma plumagem. A cor é totalmente negra (não brilhante- zaino).

Longevidade:10 a 14 anos

Agressividade:Alta

Área de Criação:Grande

Temperamento:muito ligado ao convívio familiar, é um guarda por excelência e por instinto; inteligente, afetuoso, ágil, ativo, calmo, devotado, esperto, obediente e rústico.

Atividade Física:Moderada

Texto: fonte - Anuário Cães 2010 - Editora Minuano
2434 Visualizações

 

Veja também:

Dog Foods
Conheça a linha de produtos Pet Food
lowchen
Pequeno cão Leão (Löwchen)

Comentários