Retriever Nova Escócia Duck Tolling

retriever-nova-escocia-duck-tolling
Retriever Nova Escócia Duck Tolling

Raça que teve origem no Canadá, o Retriever Nova Escócia Duck Tolling descende provavelmente de cães que acompanhavam seus donos da Grã-Bretanha para a Nova Escócia – província marítima do Canadá. Estes cães, cruzados com retrievers e spaniels de trabalho, deram origem à raça, que é especialista no trabalho de sinalizar, atrair e trazer as aves aquáticas abatidas.
Mas ele só foi reconhecido com uma raça pura pelo Kennel Club do Canadá em 1945 e somente em 1982 pela FCI. Hábil nadador e um retriever tenaz por natureza, tanto na terra quanto na água, o Retriever Nova Escócia Duck Tolling tem a função de levar os patos próximos à rede do caçador, atraindo-os com a cauda.
É um cão de energia intensa e se mostra dócil e amoroso com os proprietários e amigos, mas pode ser desconfiado com estranhos em situações inusitadas.

Por seu instinto natural, adora recuperar e pode ser facilmente conquistado quando se joga algum objeto para que ele possa buscar e trazer.

CARACTERÍSTICAS


País de origem:Canadá

Tamanho:48 cm a 51 cm para machos e 45 cm a 48 cm para fêmeas.

Peso:20 a 23 quilos para machos e 17 a 20 quilos para fêmeas.

Aspectos Gerais:É um cão de porte médio, poderoso, compacto, balanceado e bem musculoso. Possui ossatura medianamente pesada à poderosa, com alto grau de agilidade, vivacidade e determinação. Muitos cães desta raça possuem uma expressão um pouco triste até iniciarem o trabalho, quando o seu aspecto muda para intensa concentração e entusiasmo. Durante o trabalho, move-se com rapidez e atividade, com a cabeça portada quase ao nível do dorso e com um movimento constante da cauda, densamente coberta por tufos de pelos. A cauda segue a ligeira inclinação natural da garupa, sendo grossa na sua base, com uma abundante e exuberante pelagem e com a sua ponta chegando pelo menos na altura dos jarretes. A cauda deve ser portada no nível da linha superior, exceto quando o cão está em alerta, quando a sua curvatura pode estar acentuada, mais nunca tocando o dorso.

Pelagem:Possui pelagem dupla, resistente à água, com pelo de comprimento e suavidade moderados e subpelo mais suave e denso. O pelo pode ser ligeiramente ondulado na parte posterior, sendo liso no restante do corpo. No inverno, pode formar uma ondulação mais longa e solta na garganta. Os tufos de pelo são suaves na garganta, atrás das orelhas e das coxas, sendo moderadamente desenvolvidos nos membros anteriores. A cor se apresenta em vários tons de vermelho ou laranja, com os tufos de pelo e a parte inferior da cauda um pouco mais claros. Usualmente, devem apresentar pelo menos uma das seguintes marcações branca: na ponta da cauda, nas patas (não ultrapassando os metacarpos ou metatarsos), no peito e uma listra na testa do animal. Por outro lado, um cão com grandes qualidades não deve ser penalizado por não apresentar marcações brancas. A pigmentação da trufa, dos lábios e bordas palpebrais deve ser cor de carne, harmonizando com a pelagem, ou preta.

Longevidade:12 a 14 anos

Agressividade:Baixa

Temperamento:É um cão muito inteligente, fácil de treinar e com grande resistência. Seu grande entusiasmo e caráter brincalhão são qualidades essenciais e que deve possuir para distrair e pegar a caça.

Atividade Física:Intensa

Texto: fonte - Anuário Cães 2013 - Editora Minuano
525 Visualizações
( 1 )

 

Veja também:

welsh_springer_spaniel
Welsh Springer Spaniel
barbet
Barbet ou Cão d’Água Francês

Comentários