Atualmente, muitas faculdades contam com Hospitais Veterinários, onde a consulta é sempre mais barata que nas clínicas particulares.

Ter um cãozinho ou gato em casa é muito gostoso, não é mesmo? Mas nem sempre é tudo tão simples assim. Quando o pet fica doente, o dono mesmo se preocupando em cuidar do animal, às vezes não tem condições suficientes para pagar uma consulta ou algum tipo de exame. Nesse caso, podem acabar recorrendo às famosas receitinhas caseiras, que quase nunca dão certo, e acabam só piorando o estado do animal, que no fim das contas, terá que ser levado ao Veterinário de qualquer forma. Então veja abaixo 5 motivos que vão te convencer de que é melhor ele passar por uma consulta com um especialista do que arriscar um tratamento que além de não surtir nenhum efeito, pode prejudicar a saúde ainda mais.

 1: O Veterinário pode identificar sinais quase invisíveis

Isso mesmo. Algumas doenças surgem com sinais sutis, quase que imperceptíveis. O Médico Veterinário estuda bastante, se especializa por anos e consegue identificar aquelas alterações que para você podem não ser importantes. Ele consegue também em um exame físico, por exemplo, palpar os órgãos internos como o fígado e o baço que podem indicar alguma doença mais grave, um exemplo disso é a Erliquiose, ou também chamada de Doença do Carrapato.

2: Nem todos os medicamentos humanos podem ser usados em animais

Algumas pessoas tem o hábito de se automedicarem e medicarem também seus animais de estimação. O problema é que alguns medicamentos causam danos gravíssimos em pet’s. É o caso de um medicamento bastante comum, o Diclofenaco ou o Ácido Acetil Salicílico (AAS), que são praticamente proibidos para cães e gatos, principalmente.

3: Prevenção em primeiro lugar

Às vezes, o pet pode ter um probleminha que ainda está no início, que ainda não causou grandes danos. Este fica sempre mais fácil e mais barato para tratar, certamente. Portanto, já dizia um velho ditado: Melhor prevenir que remediar.

Apesar de muita gente gostar de animais, nem todo mundo tem condições de oferecer um tratamento mais caro ou um exame mais sofisticado. Isso não quer dizer que não se possa cuidar. Atualmente, muitas faculdades contam com Hospitais Veterinários, onde a consulta é sempre mais barata que nas clínicas particulares. Além disso, alguns estados, como São Paulo, já estão começando a adotar o sistema de saúde pública veterinária. Sempre dá para oferecer um cuidado vindo de um profissional, o que não pode é receber a automedicação, quase sempre muito perigosa.

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

653 Visualizações

Veja também:

farejam-doenças
Cães podem farejar doenças em humanos, será?
Malassezia-pet
Seu Pet pode ter Malassezia
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest