Sem dúvida, esta é uma das perguntas mais realizadas dentro dos consultórios veterinários. Quando um “carocinho” aparece em algum lugar do seu cachorro, nós já ligamos o “alerta” e ficamos muito preocupados, certo? Mas será que existe motivo para pânico? Será que todo “caroço” é um tumor?

A primeira resposta é que nem todo “caroço” é um tumor, quer dizer, pode ser um aumento de volume (abcesso), um corpo estranho, um linfonodo aumentado, enfim. Então, nem todo “caroço” é tumor. Isso vai depender MUITO da localização, formato, consistência, quantidade, conteúdo e principalmente, as células que compõe aquele “caroço”. Após o Veterinário analisar o aumento de volume, ele pode solicitar um exame para avaliar que tipo de conteúdo tem, ao qual damos o nome de citologia aspirativa ou mesmo realizar uma biópsia ou punção. Então, com o resultado ele vai te dizer se é um tumor mesmo, e caso seja, se ele é benigno ou maligno.

Já os famosos “carocinhos” que surgem nas mamas, estes sim, são em grande maioria, tumores benignos ou malignos. Ocorrem principalmente nas fêmeas não castradas ou que foram castradas muito tarde. Pode ocorrer em machos também. Estes tumores tendem a aumentar de tamanho com o tempo e vão crescendo, podendo até mesmo a romper e causar uma imensa ferida em casos mais drásticos e aí dá pra imaginar o tamanho do problema, não é?

Estes tumores se forem malignos, independentemente se são localizados na mama ou não, podem espalhar para outros órgãos do corpo e frequentemente espalham mesmo, para o coração, pulmão, enfim. Igual ao que ocorre com nós, humanos.

 

Então, como saber se é grave ou não?

Não tem jeito, para descobrir o que é, só levando ao veterinário. Não há nenhum tratamento caseiro capaz de acabar com tumores e cada um deles vai receber um tratamento diferente dependendo do tipo que é, que pode ser quimioterapia, radioterapia ou remoção cirúrgica. No caso das fêmeas não castradas, a opção é a castração.

Uma forma de evitar e prevenir tumores, principalmente em fêmeas é não administrar injeções anticoncepcionais, pois já falamos aqui que elas geram sérios problemas futuros, incluindo este. Não vale a pena. E também castrar sua fêmea, ainda antes do primeiro cio, pois a chance de ela ter tumor de mama depois será menor que 1%.

 

O que posso fazer para ajudar meu pet?

Se você encontrou um carocinho no seu cãozinho, fêmea ou macho, infelizmente não há nada que possa ser feito em casa. Temos que levar ao veterinário para ele examinar este “carocinho” e te dizer o que é. Fique sempre atento ao seu pet e perceba qualquer mudança no seu corpo, a tempo de corrigir antes que a situação se agrave. Consulte sempre um veterinário.

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

18058 Visualizações
( 6 )

Veja também:

gato-pingado-site
Gato Pingado – de onde vem a expressão?
gato-sapato-site
Gato-sapato – de onde veio a expressão?
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest