Cão que ladra não morde, será? | Lupus Alimentos

Cão que ladra não morde, será?

latindo

Para responder a esta pergunta, é preciso conhecer um pouco sobre o comportamento dos cães.

O ditado popular que passa de geração em geração afirma: “Cão que ladra não morde”, mas seria esta uma verdade absoluta? Seria mesmo verdade que cão que late não morde?

Quando são colocados na presença de estranhos, cada animal costuma reagir de uma forma diferente.Enquanto uns são mais curiosos, afáveis e fazem amizade rapidamente, outros tendem a ser mais desconfiados e há ainda aqueles cães mais medrosos que costumam fugir em qualquer situação.

Seja qual for a reação de um cão, seu latido nunca excluirá a possibilidade dele morder alguém. Afinal, este é um dos instintos de defesa frente a possíveis ameaças, mas se o cão estiver se defendendo, ele poderá atacar com todas suas “armas”, latidos e mordidas. Portanto, é preciso conhecer outros sinais de que um cão está prestes a atacar:

- Pelos arrepiados;

- Animal rosnando e mostrando os dentes;

- Orelhas para trás.

Não se engane, pois nem sempre quando um animal abana o rabo, significa que ele esteja feliz. Na dúvida, uma boa dica é nunca encarar diretamente um cão, olhando fixamente seus olhos, pois isso pode ser considerado pra ele, como um desafio.

Cães têm mesmo um jeito diferente para se comunicarem e cada dono consegue entender o que seu cão está querendo dizer. Os latidos podem ter volume, frequência, tom e intervalos diferentes. Essa é apenas uma das formas de um cão mostrar que está bravo ou alerta, mas definitivamente não é a única. Portanto, todo cuidado é pouco ao se aproximar de um cão que você não conhece, afinal, cão que ladra pode sim morder.

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR



Canais Oficiais Lupus:

QR Code Business Card