É um problema muito comum, que ocorre principalmente, em animais braquicefálicos de pequeno porte e pelagem clara.

Quem tem um cãozinho ou gato de pelagem mais clara em casa pode já estar acostumado em se deparar com aquelas manchinhas escuras próximas aos olhos. Há quem se pergunte: O meu animal está chorando?

A epífora é um extravasamento das lágrimas, uma patologia ocular muito comum e que pode estar associada a algumas alterações congênitas (defeito na constituição). O sistema de drenagem de lágrimas é constituído por pequenos canais, sacos lacrimais e ductos. O que ocorre, na maioria das vezes, é que estes canais podem apresentar-se estreitos ou obstruídos. Ou ainda, numa condição onde a pálpebra apresenta-se invertida ou ocorre a hipertrofia e prolapso da glândula da terceira pálpebra. Nestes casos, a drenagem da lágrima fica prejudicada ou quando o lacrimejamento acaba sendo maior, ela extravasa na região subocular. Em contato com o pelo, a proliferação de fungos e bactérias neste ambiente úmido pode ocorrer e provocar o escurecimento dessa região, que se torna marrom ou vermelha escura.

É um problema muito comum, que ocorre principalmente, em animais braquicefálicos (com o focinho um pouco mais “achatado”) de pequeno porte e pelagem clara, ou branca, como é o caso dos Poodles, Maltês, alguns Terriers e também os Chiuauas. Em gatos, a raça que mais apresenta este tipo de problema é o Persa.

O tratamento irá depender da causa do problema, que só poderá ser analisada durante uma consulta e alguns testes específicos. Pode ser necessária desobstrução do ducto, a correção cirúrgica do posicionamento das pálpebras ou tratamento com colírios em casos de conjuntivite.

É sempre importante lembrar, que os olhos são órgãos extremamente importantes e que, muitas vezes, refletem doenças sistêmicas. Portanto, ao perceber qualquer sinal de que algo não anda bem com o seu animal, não tente receitas caseiras ou medicamentos por conta própria. Estes podem ser extremamente prejudiciais para a visão de seu animal. O correto é leva-lo a uma consulta com um Oftalmologista Veterinário que indicará o melhor tratamento para epífora.

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

 

Veja também:

parvovirose_canina
Parvovirose Canina
tumor_mama
Tumor de mama: a prevenção é sempre o melhor remédio
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest