A chegada de um novo filhote à casa é sempre um momento cheio de expectativas e descobertas. Afinal, nem o animal e nem as pessoas sabem como isso tudo vai funcionar e qual a reação do pet no seu novo ambiente. E uma das questões que mais geram dúvidas em tutores de primeira viagem é: “Por que o filhotinho chora tanto? E o que este comportamento pode significar?”

Antes de mais nada, devemos descartar as possíveis doenças, onde o pet pode estar com algum problema de saúde, causando dor e incômodo. Nestes casos, não tem jeito, apenas uma consulta com o Médico Veterinário poderá te ajudar a identificar corretamente o problema e então tratá-lo.

Depois de se certificar de que a saúde do animalzinho está bem e ele não tem nenhuma doença, dor ou incômodo, fome ou sede, é hora de partir para uma análise comportamental. Um filhote que é separado da mãe e de sua ninhada, certamente irá estranhar nos primeiros dias a ausência de seus semelhantes. Além disso, é muito comum que o pet seja tirado de seu antigo ambiente e trazido para um novo lar, então, como ele desconhece totalmente o ambiente e as pessoas, um certo estranhamento e choro no início são esperados.

Outra causa comum para o choro excessivo é a carência que eles podem apresentar e a necessidade de receberem mais atenção. Também é algo totalmente compreensível se pensarmos no fato de que, assim como um bebê, um filhote também é um pequeno ser que está ainda descobrindo o mundo ao seu redor e sente bastante insegurança com isso. Além disso, em casos onde o tutor fica fora ao longo do dia e retorna à noite para casa, é comum que o pet se sinta sozinho e chore bastante, exigindo a atenção do tutor.

Em todas as situações mostradas acima é importante que o tutor fique muito atento aos motivos que o pet pode estar demonstrando. Além das causas relacionadas à problemas de saúde, as demais exigirão uma boa dose de carinho, atividades e paciência durante a adaptação do pet. Para isso, o tutor deverá se certificar de que o filhote se sentirá bem no novo lar, com um cantinho especialmente feito para ele, brinquedos com os quais ele possa se distrair e momentos em que receba a atenção de seu novo tutor.

Gostou desse conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e fique de olho em nossa página no Facebook e no Instagram, pois sempre tem informação nova para você!

 

Larissa Salles Teixeira
CRMV/PR 11718
Cornélio Procópio – PR

Thor - Bicho Amigo | Lupus Alimentos

 

Este é Thor!
Quer ver seu amiguinho aqui também?
Envie a foto dele para o Bicho Amigo!

ACOMPANHE-NOS NO FACEBOOK E INSTAGRAM!

Veja também:

Meu cachorro tem alergia à pulga – e agora?
Gato agressivo: o que fazer?
QR Code Business Card