Durante a gravidez é muito comum que as futuras mamães passem a se preocupar com alguns pontos, um deles diz respeito à presença de felinos em casa e a chegada do bebê. Vamos responder as principais dúvidas das mamães em relação aos bichanos:

 

As mulheres precisam doar seus gatos quando ficam grávidas?

Absolutamente não. Existe uma grande preocupação e pressão errada das pessoas com relação à transmissão da toxoplasmose. Mas a toxoplasmose possui outras causas de transmissão onde a MENOS frequente é pelo gato. As formas mais fáceis de contrair a doença é ingerindo carne mal cozida, beber água ou alimentos contaminados. Apenas 1% dos gatinhos transmite a doença e para que isso ocorra, ele precisa eliminar oocistos nas fezes, e a mulher se contaminar ingerindo esses oocistos na forma infectante. Mas para que se torne infectante, as fezes precisam ficar expostas por pelo menos 48 horas do gatinho ter defecado. Ou seja, percebem que é muito difícil disso tudo acontecer? Além disso, gatinhos que vivem dentro de casa e são bem cuidados, muito provavelmente nem estão infectados.

 

O gato pode ter convívio com a criança?

Pode, mas no início deve ser supervisionado. No começo, a criança não deve ficar sozinha com o bebê, o contato deve ser visual e sempre com um adulto por perto. Gatos devem ser impedidos de subir no berço do bebê e para isso, as mamães devem usar uma telinha protetora. Conforme o bebê cresce, o contato vai acontecendo, mas devemos tomar cuidado para que o bebê não machuque o gato sem querer e ele revide, ou vice-versa. É importante que após o nascimento do bebê, o gato continue a receber carinho e atenção, para que não se sinta enciumado e ataque o neném.

 

Grávida pode limpar a caixinha de areia?

Pode desde que tome todas as medidas de higiene, use luvas, limpe diariamente e lave bem as mãos depois de fazer isso, evitando o contato com a boca. Porém, se for possível é melhor repassar a função à outra pessoa da casa, assim, a mulher pode ficar mais tranquila com relação ao contágio.

 


 

 

Viu só como é possível ter seu bebê e seu gato vivendo juntos sem problemas? Lembre-se: não precisa se desfazer do seu felino, bastam alguns cuidados, afinal, abandono é crime. E por último, algumas dicas para as mamães de plantão e tutoras de bichanos:

 

DICAS:

  • Limpe a caixinha de areia TODOS os dias, assim não passará 48 horas da defecação do gato e o agente (se estiver presente nas fezes) não será capaz de infectar.
  • Ao limpar a caixinha de areia, USE LUVAS.
  • Depois de terminar a limpeza, lave bem as mãos e evite contato com a boca.
  • Evite beijar ou ter um contato muito íntimo (próximo da boca) com seu gatinho durante a gestação.
  • Lave bem as mãos após brincar com seu gato.

 

Larissa Salles Teixeira
CRMV/PR 11718
Cornélio Procópio – PR

 

 

Esta aqui é a Clara. Quer ver seu amiguinho aqui também?
Envie a foto dele para o Bicho Amigo!

 

 

83274 Visualizações
( 23 )

Veja também:

Quando-um-casal-se-separa,-com-quem-fica-o-pet(LupusAlimentos)
Quando um casal se separa, com quem fica o pet?
Meu-cachorro-está-tremendo
Meu cachorro está tremendo – o que pode ser?
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest