Ter um corpinho sarado, convenhamos, é tarefa difícil até para os animais. Cada indivíduo tem um metabolismo diferente, não adianta comparar. Uns comem bastante e acabam ficando obesos, outros comem muito pouco e acabam ficando magrinhos, magrinhos, alguns comem muito e não engordam. Mas por que será que alguns animais não engordam de jeito nenhum?

Vamos descobrir.

Várias são as causas de um animal que não engorda. Mas primeiro devemos nos perguntar:

“Ele come bastante e não engorda ou não é de comer muito?”

“Ele se alimenta corretamente, com o alimento indicado para sua espécie, raça e idade?”

“Ele tem uma boa saúde geral?”

“Ele sempre foi magro ou agora começou a ter problemas para engordar?”

Estas perguntas são muito importantes para o veterinário analisar o que está acontecendo. Mas atenção: estamos falando de animais com problemas para engordar e não de animais que são caracteristicamente magros, com porte “fitness”, o que é normal em raças como o Whippet e o Greyhound.

Agora, se a questão é um animal que, de repente, começou a emagrecer e agora não engorda de jeito nenhum, o problema pode ser uma doença se desenvolvendo. Mas antes precisamos saber se ele está se alimentando bem ou não. Estes casos devem ser melhor investigados.

Doenças de metabolismo, como por exemplo, diabetes e hipertireoidismo são alguns exemplos daquele cão que come muito mas não engorda de jeito nenhum.

Antes de se preocupar, verifique primeiro se você está dando o alimento adequado a ele. Será que a quantidade está correta? A frequência de oferecer a ração está certa? Seus dentes e boca estão em boas condições? O animal sente dor para mastigar? O local está limpo e promove um bem-estar para o animal? Afinal, ninguém quer comer num ambiente sujo, certo?

Antes de tomar qualquer atitude sozinho em casa ou fazer aquele “shake” que você mesmo toma na academia ou qualquer receita suspeita para seu cão, descubra, antes de mais nada se ele não está com alguma deficiência vitamínica ou doença. Não adianta nada encher o animal de alimentos calóricos que podem ser perigosos, não indicados e atrapalhar ainda mais sua saúde. Tentar resolver isso em casa pode ser perigoso, porque além de deixar a possível doença avançar ainda mais, corremos o risco de sobrecarregar o rim, os fígados e mesmo o intestino…aí a coisa só tende a piorar.

Consulte o veterinário para maiores informações e esteja sempre atento às mudanças de hábito e de alimentação do seu animal. Mudanças de comportamento que podem surgir junto, também devem ser observadas. Um animal que sente apetite, que chega perto do comedouro e tenta comer, mas não consegue pode indicar problemas bucais. Como você pode ver, as causas para animais que não estão engordando são várias e muitas perguntas devem ser feitas até realmente descobrirmos a verdadeira causa disso tudo. Esteja atento, seja um tutor responsável e quando perceber qualquer alteração, busque auxílio veterinário.

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

11974 Visualizações

Veja também:

pulga-1024
De onde vem tanta pulga?
638397-O-mau-hálito-do-cachorro-pode-indicar-doença-01
Por que a boca do meu cão cheira mal?
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest