Assim como os humanos, alguns animais também podem ter uma maior hipersensibilidade a alguns tipos de medicamentos, picadas de parasitas e insetos. Será que o seu cãozinho é assim? O que fazer nessas situações? Você vai descobrir agora!

A hipersensibilidade, nada mais é que uma reação exagerada do sistema imune do animal a qualquer tipo de proteína ou composto estranho ao organismo.

Ela pode ser desencadeada após o uso de vacinas, medicamentos, soros hiperimunes, pólen, picada de pulgas e carrapatos, alimentos, produtos químicos (agentes de limpeza), poeira e vários outros alérgenos. E infelizmente, a maioria dos tutores só percebe que seu animal tem alergia, quando ele entra em contato com esse alérgeno e a manifesta pela primeira vez, sendo bastante provável que ele também vá ter reações em contatos futuros.

 

 

» SINTOMAS

A alergia pode apresentar-se de forma leve ou mais grave, dependendo da reação de cada organismo. De forma geral, manifesta-se com intensa coceira no local da picada, inchaço e vermelhidão. Além disso o pet pode ter inchaço também das pálpebras, orelhas e focinho e em casos muito mais graves, o animal pode apresentar vômito, diarreia, dificuldade para respirar e pode vir a óbito, caso ocorra um choque anafilático e ele não seja imediatamente socorrido.

 

» O QUE FAZER?

Se você já sabe que seu pet é alérgico e percebeu que ele foi picado por algum inseto, o ideal é leva-lo ao veterinário o quanto antes, pois dependendo da gravidade da alergia, o profissional poderá prescrever as medicações mais adequadas. Em casos futuros, é bom já ter em mão tudo aquilo que o profissional prescreveu e entrar em contato com ele caso isso ocorra novamente.

Agora, se seu pet manifesta uma reação muito grave com diarreia, vômito e dificuldade para respirar, leve-o imediatamente ao veterinário, é bastante provável que ele necessite de uma intervenção rápida.
 
 

» PREVENÇÃO

O ideal mesmo é tentar evitar a situação desencadeante da alergia, nesse caso, a picada de insetos. Então, fique sempre de olho e tente eliminar formigueiros ou colmeias próximos a sua residência e afastar quaisquer tipos de insetos, mas claro, tomando sempre todas as precauções necessárias para evitar qualquer tipo de acidente com você ou com o pet.

 

Gostou dessa matéria? Então compartilhe com seus amigos
e fique de olho, porque semana que vem tem muito mais.

 

Larissa Salles Teixeira
CRMV/PR 11718
Cornélio Procópio – PR

Faisca - Bicho Amigo

 

Este aqui é Faisca!
Quer ver seu amiguinho aqui também?
Envie a foto dele para o Bicho Amigo!

Veja também:

Conjuntivite-em-gatos-(LupusAlimentos)
Conjuntivite em gatos – meu gato está com muita remela, o que eu faço?
Doencas-Infecciosas-MundoPet-(LupusAlimentos)
Doenças Infecciosas – Seu pet está protegido?
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest