Mau hálito nunca é um bom sinal e nos indica que algo na saúde bucal do seu pet não vai muito bem. E mais do que isso, sabia que o mau hálito pode até mesmo indicar problemas em outras partes do corpo? Veja possíveis causas que podem levar a halitose:

  • Tártaro;
  • Gengivite;
  • Úlceras orais (na boca ou na língua);
  • Doenças respiratórias;
  • Doenças digestivas;
  • Doenças renais.

Dentre todas estas possíveis causas, as mais comuns são causadas pela falta de higiene. Ou seja, os cães também precisam de cuidados com os dentes. Caso contrário, isso pode levar a uma inflamação das gengivas, sangramentos, perda de dentes e o tártaro, que caracterizam a doença periodontal.

Os nossos pets são como membros da família e não queremos que eles fiquem com “bafinho”, não é mesmo? Pensando nisso, vamos a algumas dicas para escovação, mantendo o mau hálito bem longe da boca dos nossos peludos.

Passo-a-passo da escovação:

  1. O ideal é acostumar o cão enquanto ele ainda é filhote. Adultos darão um pouco mais de trabalho, mas ainda é possível acostumar.
  2. Espere o momento ideal, quando o cão está calmo e tranquilo. Não o traumatize, forçando demais. Senão ele acabará associando a escovação a algo ruim.
  3. Escolha uma escova de dentes própria para cães. Se preferir, pode usar escova de dedos, que funciona bem para pets de pequeno a médio porte. Use pastas, cremes ou sprays próprios para a espécie, não use pasta de dente de humanos. O veterinário também poderá indicar um produto específico para tratar qualquer problema bucal.
  4. Ponha um pouco de pasta em seu dedo e deixe o cão cheirar.
  5. Acostume-o também a ficar mexendo na boca, levante os lábios e faça carinho. Ainda sem escovar.
  6. Quando ele se sentir confortável com a situação, passe um pouco de pasta na escova e comece devagar, com movimentos leves e circulares.
  7. Uma boa escovação deve durar em torno de 2 minutos para que o cão não se estresse.
  8. Escove todos os dentes, principalmente os do fundo e de difícil acesso.
  9. Quando terminar, ofereça muito carinho e recompensa. Pode ser em forma de brincadeiras ou petiscos. Aliás, existem petiscos próprios para combater a placa.
  10. Escove diariamente e peça que o veterinário examine sempre durante o check-up regular.

A boca é um ambiente cheio de bactérias e que podem cair na corrente sanguínea e infeccionar outros órgãos vitais, como o coração (endocardite) e os pulmões ou rins, por exemplo.

Dependendo da situação que os dentes estão, apenas o veterinário poderá realizar a limpeza, com remoção das placas e tártaro através de um procedimento feito sob sedação. Aí é só manter a limpeza em casa, para que não volte a acumular sujeira. Cães com os dentinhos tortos são mais propensos a terem problemas como este, pois o alimento fica preso e acumulado. Então, merecem mais cuidado e atenção.

E atenção aos sinais de alerta:

  • Dor oral;
  • Sangramentos bucais;
  • Falta de apetite;
  • O cãozinho chora quando vai se alimentar;
  • Ele sente fome, mas não consegue comer;
  • Depressão.

Estes sinais acima podem indicar doenças na cavidade oral, mas também podem indicar uma causa primária em outro local. Fique de olho e ao perceber qualquer destes sinais, procure um veterinário.

Este assunto também já foi abordado anteriormente em nosso blog nesta matéria

 

Larissa Salles Teixeira
CRMV/PR 11718
Cornélio Procópio – PR

 

 

3840 Visualizações
( 1 )

Veja também:

Depoimento-de-uma-Médica-Veterinária__site
Depoimento de uma Médica Veterinária
Presentes-de-Natal-para-cães-e-gatos_site
Presentes de Natal para cães e gatos
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest