Se você percebeu que seu cão ou mesmo gato está com alguma região inchada, com secreção e mau cheiro, chame o Veterinário.

Tem gente que fica apavorada, tem gente que já está até acostumada. Mas o fato é que este probleminha nada agradável conhecido como “bicheira” ou miíase é muito comum de se encontrar, principalmente em animais que vivem em sítios ou fazendas.

A situação é a seguinte: um animal sofre um ferimento, um arranhão ou qualquer machucado que saia secreção. Esta secreção atrai as moscas, que voam e colocam seus ovinhos bem ali. As larvas então nascem e se alimentam do tecido, indo cada vez mais para dentro do ferimento. Muitas vezes, entretanto, esse processo ocorre sem que ninguém perceba. E de repente, o proprietário se desespera ao ver que seu cãozinho está com um inchaço muito grande em alguma parte do corpo, com secreção e um mau-cheiro muito forte.

O termo miíase se refere a várias larvas dentro do ferimento e elas realmente causam um dano grande ao tecido se não forem tratadas a tempo. Em minha experiência como Médica Veterinária, já pude ver casos em que elas percorreram um caminho grande e já danificaram boa parte do tecido animal e nestes casos, a recuperação é sempre mais demorada.

Nestas situações, não há muito o que fazer, receitas caseiras podem acabar atrapalhando e não resolvem em nada. Tem que levar o cãozinho ao Veterinário, que irá limpar a ferida e retirar os “bichos”, minimizando os riscos de “sujar” mais ainda ferida, o que predispõe às infecções secundárias e piora do quadro geral.

Animais que vivem em sítios estão mais predispostos, mas não são só eles. Por isso é tão importante ficar de olho em qualquer ferimento que seu pet tiver e curar antes que a mosca tenha chance de chegar primeiro e colocar seus ovinhos.

Se você percebeu que seu cão ou mesmo gato está com alguma região inchada, com secreção e mau cheiro, chame o Veterinário. O que é muito comum é a utilização por conta própria de alguns produtos que são facilmente comprados em casas agropecuárias. O problema é que algumas raças tem maior sensibilidade a alguns produtos e podem ficar intoxicadas, vindo até mesmo a óbito. Portanto, não tente fazer isso em casa, pode ser perigoso. Leia mais aqui: (artigo sobre o cuidado com a Ivermectina).

 

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

721 Visualizações

Veja também:

calculo-renal-dog-cat
Cálculo Renal em cães e gatos
asma
Vamos falar de asma?
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest