Cães e gatos tratados como gente sofrem de ansiedade e depressão. Aprenda a respeitar a natureza de seu amigo.

Você pode comprar petiscos e brinquedinhos, deixar o peludo dormir na cama e bater altos papos enquanto lhe acaricia as orelhas. O que se deve evitar é encher um animal que tem um olfato 200 vezes mais desenvolvido do que o nosso de perfume, prática comum nos banhos de pet shop. Ou colocar gargantilhas de strass sufocantes e sapatinhos de lycra que obrigam o coitado a caminhar como se estivesse patinando.

“Pouco se sabe sobre as causas de problemas psicológicos como estresse, ansiedade e depressão em cães e gatos, mas o principal causador chama-se ‘ser humano’”, garante o veterinário Nivaldo Albolea.

Ciúme de um recém-nascido na família, morte do companheiro de longa data ou viagens do dono até causam alterações comportamentais, mas são passageiras. Descubra se há algo errado com seu bichinho e reverta já a situação!

Problema à vista se ele…

1. Lamber as patas e a barriga até provocar ferimentos.

2. Fizer as necessidades fora do lugar habitual somente para chamar a atenção.

3. Tiver comportamento agressivo sem motivo aparente.

4. Parar de comer ou devorar tudo o que vê pela frente, tornando–se obeso ou diabético.

Como cuidar

· Converse com um profissional especializado: Juntos, vocês podem decidir o melhor tratamento.

· Incentive o animal a praticar exercícios físicos: Gatos adoram bolinhas de papel e cães raramente recusam um passeio.

· Tente usar tratamentos alternativos: Florais, remédios homeopáticos e sessões de acupuntura costumam dar bons resultados com animais. Jamais medique por conta própria.

· Antidepressivos: só devem ser usados em casos extremos e com acompanhamento veterinário!

Fonte: mdemulher.abril.com.br

290 Visualizações

Veja também:

problemas
Cachorro e Gato: Resolução de Problemas e Vocalização
personalidade
Raça do cachorro revela personalidade do dono
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest