Eis uma notícia que sempre gera muitas emoções:

Parabéns, você vai ser mamãe.

É um momento de muitas dúvidas e sentimentos, alegria e preocupação e já que o dia das mães está aí, resolvemos falar sobre a chegada do bebê, ou no caso, dos bebês. Mas calma, estamos falando de filhotes… mais especificamente, de filhotes de gatinhos.

Ao descobrir que a sua gata está prenha, muitas pessoas se perguntam quantos gatinhos irão nascer, será que vai ser um só, ou dois, ou três? E você, sabe quantos filhotes uma gata pode ter?

Normalmente, esse número varia muito de acordo com questões genéticas, tamanho da raça e alguns outros fatores, mas tende a ser de 2 a 12 filhotes em uma única ninhada. Parece muito? Apenas lembre-se: se isso ainda não é o bastante, imagine que a gata é uma espécie poliéstrica sazonal. Isso significa que quando chega sua época de reprodução, a estação mais favorável (verão) ela tem vários cios e se encontrar um macho para cópula, irá ovular e poderá emprenhar. Caso não ocorra a fertilização do óvulo, a fêmea pode entrar no cio novamente 6 semanas depois. Segurem as gatinhas em casa!

Para saber quando esse período receptivo está chegando, repare na mudança de comportamento que a fêmea apresenta. Costuma ficar mais carinhosa, se esfregar mais nas pessoas, andar com a cauda em pé e pode ficar miando com mais frequência. São sinais de alerta. Então, o cio chegou, ocorreu o acasalamento e a gatinha será mamãe. Agora é hora de se preparar.

Muitos são os cuidados que devemos ter com a mamãe e com os baby’s, certo? Antes de nascerem devemos nos certificar que a fêmea está se alimentando bem, que apresenta-se com boa saúde e que não há qualquer tipo de sinal que identifique problemas na gravidez. Tendo observado tudo isso, basta apenas mantê-la em repouso, porque vocês sabem como são as gatas, pulam para lá e para cá e podem acabar prejudicando a gestação e os fetos.

O ideal é levar a fêmea ao veterinário para que ele examine e lhe diga se os animais irão nascer por parto normal ou cesárea, este é o nosso famoso “pré-natal”, com exames de saúde para saber se está tudo bem. Caso seja parto normal, ele poderá orientar o tutor do animal, mas normalmente as fêmeas fazem todo o trabalho sozinhas. Evite intervir, apenas se for realmente necessário. *Se perceber qualquer indício que o parto está com problemas, chame o veterinário.

Disponibilize um espaço calmo e tranquilo para que a futura mamãe use de ninho (às vezes ela escolhe esse local sozinha). Evite também ficar pegando os filhotes, isso deixa o seu cheiro neles e ela poderá acabar rejeitando a cria.

No mais, fique de olho se os animais estão mamando direitinho, principalmente nas primeiras horas de vida, isso é muito importante. Os bebês irão crescer muito rápido, queridas mamães (sim, ainda mais rápido que os bebês humanos). Mas a gente sabe: eles serão para sempre nossas “crianças”.

Então é a hora de você demonstrar todo seu amor e carinho pelos animais, tratando-os sempre da melhor forma possível. Não precisa oferecer nada muito luxuoso, atum ou salmão no almoço e jantar. Gatos são seres simples e adoram brinquedos “humildes”. Uma caixinha de papelão e uma bolinha de papel são para eles, um verdadeiro parque de diversão (é verdade). Escolha um alimento adequado para a fase de vida quando pararem de mamar e cuide de sua saúde, levando ao veterinário regularmente. Assim você terá bebês fortes e saudáveis e que se tornarão uma ninhada exemplar.

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

20342 Visualizações
( 5 )

Veja também:

638397-O-mau-hálito-do-cachorro-pode-indicar-doença-01
Por que a boca do meu cão cheira mal?
414
Ashera – O gato mais caro do mundo
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest