Os tutores, cada vez mais, têm se preocupado com a saúde e qualidade de vida de seus bichinhos e têm se dedicado mais também para oferecer os melhores produtos para seus cães e gatos, não é verdade?

 

 

Os suplementos são produtos que vêm ganhando espaço na vida dos animais, embora ainda exista muita dúvida por parte dos tutores sobre qual é o melhor suplemento, quando e como se deve utilizar esse tipo de produto. Então vamos esclarecer as principais dúvidas.

 

 

PARA QUE SERVEM?

Os suplementos, como o próprio nome já diz, servem para suplementar a alimentação dos animais, ou seja, podem ser usados quando há carência de alguma vitamina, mineral, aminoácido, proteína ou então em fases críticas na vida do animal, onde há maior necessidade de ingestão de alguma substância, que pode não ser suprida totalmente pela alimentação comum.

 

 

QUANDO USAR?

Em situações onde há necessidades especiais, por exemplo, os suplementos a base de condroitina e glicosamina são excelentes para a articulação dos pets e costumam ser indicados para animais com displasia coxofemoral, por exemplo, além de outros problemas condroarticulares. Para cães ou gatos que estão sem se alimentar ou sem energia, os suplementos com maltodextrina, glicose e nucleotídeos ajudam a recuperar o apetite e fornecer energia imediata. Em casos de animais com problemas de pele, queda de pelo, sarnas, alergias, os suplementos a base de ômega 3 e 6 também possuem uma excelente ação.

 

Como você pode ver, são diversas as situações de maior requerimento ou de carência de vitaminas e outros componentes no organismo, sendo que os suplementos também podem ser indicados em casos de:

• Gestação e lactação;
• Promotor de crescimento;
• Anemias;
• Animais idosos ou cães filhotes;
• Coadjuvante no tratamento de doenças da pele e do pelo.

 

Além das situações citadas acima, o uso de suplementos pode ser indicado em outras patologias e condições, mas isso sempre com supervisão do Médico Veterinário, ok?

 

 

QUANDO NÃO USAR?

Os suplementos só devem ser utilizados com a orientação do Médico Veterinário. Isso porque fornecer suplemento por conta própria, sem que o animal necessite, pode também sobrecarregar seu organismo e ao invés de ser benéfico, pode tornar-se prejudicial. Principalmente para animais que tem problemas renais ou hepáticos ou algum outro tipo de condição especial.

 

 

COMO USAR?

Sempre de acordo com a orientação veterinária. Alguns suplementos deverão ser usados apenas para suplementar durante uma fase da vida ou em ocasiões de debilidade. Outros, porém, servem como coadjuvante no tratamento e manutenção da saúde do pet por toda a vida. Isso varia de acordo com a condição do animal e quem define é o profissional responsável, pois o suplemento que serve para o cão de seu vizinho pode não ser o mais indicado para o seu… e vice-versa. E como existem diversas marcas e opções no mercado, o ideal é buscar ajuda profissional, certo?

 

 

Gostou dessa matéria? Curta, comente sua experiência, compartilhe com seus amigos e
fique de olho, porque na semana que vem tem assunto novo por aqui.

 

 

Larissa Salles Teixeira
CRMV/PR 11718
Cornélio Procópio – PR

Zeus - Bicho Amigo

Este aqui é Zeus!
Quer ver seu amiguinho aqui também?
Envie a foto dele para o Bicho Amigo!

Veja também:

Meu-cachorro-esta-com-dificuldade-para-respirar-MundoPet-(LupusAlimentos)
Meu cão está com dificuldade para respirar – o que fazer?
5-Mitos-sobre-caes-MundoPet-LupusAlimentos
5 Mitos sobre Cães
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest