O tumor mamário está presente em 50% das fêmeas com neoplasias e segundo estudos, em gatas ele é o terceiro tipo mais comum.

Os tumores são sempre motivo de preocupação entre os proprietários mais cuidadosos. Você sabia que os machos também podem apresentar este tipo de neoformação?  Eles têm glândulas mamárias e, portanto, também estão suscetíveis a isso.

A cadeia mamária está presente desde a região torácica até a região inguinal. E em qualquer porção ou em várias delas, é possível ocorrer o aparecimento de nódulos, que na maioria das vezes, são firmes, aderidos à pele ou não e o tamanho pode variar, sendo praticamente imperceptível ou podendo atingir vários centímetros.

O proprietário, geralmente, suspeita quando percebe uma estrutura nodular ao palpar seu animal e o leva para uma consulta. Ou ainda, num exame de rotina, o Médico Veterinário ao fazer o exame físico percebe o nódulo. Para que possa ser feito o diagnóstico de neoplasia mamária, são necessários alguns exames, como, por exemplo, a citologia e a biópsia. É importante que seja feito também um raio-x do tórax para verificar se não há metástase.

Ao se confirmarem as suspeitas, o Veterinário informará sobre qual técnica cirúrgica será mais adequada. A mesma pode incluir a retirada do nódulo e parte de tecido ao redor ou a retirada de uma ou ambas as cadeias mamárias, as quais se dão os nomes de mastectomia simples ou radical, respectivamente.

As chances de sobrevida do animal e como isto poderá afetar a vida da fêmea irão depender de qual tumor a acometeu, qual o tempo de evolução, se há ou não metástase, dentre outros fatores.

Uma doença que pode atingir a qualidade de vida da fêmea, mas que pode ter suas chances de aparecimento drasticamente diminuídas através de um simples procedimento: a castração. Se há ainda dúvidas a respeito da castração, saibam que fêmeas castradas antes do primeiro cio, têm as chances de desenvolverem tumor de mama diminuídas para cerca de 0,5 %. E ATENÇÃO: não utilize medicamentos anticoncepcionais, as popularmente chamadas de “vacinas ou injeções para a fêmea não entrar no cio”. Elas aumentam e muito as chances de tumores de mama e infecções no útero.

Ao perceber qualquer nódulo mamário em sua cadela ou gata, procure a ajuda de um especialista, pois o quanto antes a doença for diagnosticada, melhores as chances de tratamento.

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

618 Visualizações

Veja também:

epifora
Epífora: Lágrimas de cão e gato
cao_uivando
Cães que uivam – Herança de seus ancestrais
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest