Se você percebeu que o gatinho começou a tossir, espirrar ou respirar de forma estranha, não hesite em procurar o Médico Veterinário.

Muitos processos alérgicos podem ocorrer também com os nossos bichinhos de estimação, você sabia? A asma ou bronquite também pode acometer o pet. Hoje vamos falar sobre asma ou bronquite alérgica em felinos.

A asma é uma das enfermidades respiratórias mais comuns e também pode ser chamada de bronquite asmática. É uma reação exagerada que provoca obstrução e inflamação das vias aéreas respiratórias e os sinais clínicos apresentados podem apresentar remissiva espontaneamente ou em alguns casos, pode ser necessário um tratamento médico. É uma doença que pode ocorrer em qualquer época do ano, entretanto, o outono e a primavera são as épocas mais propensas.

E agora talvez você se pergunte: O que será que desencadeou a asma no meu gato? Muitos fatores podem estar envolvidos, dentre eles, podemos destacar alguns alérgenos comuns como: fumaça, pólen, poeira, sprays de cabelo, perfume, além de patógenos como os ácaros, assim como ocorre em humanos.

Os sintomas que o animal irá apresentar são muito semelhantes aos dos humanos com asma: tosse, dificuldade para respirar e secreção. Muitas vezes, o animal respira de boca aberta, justamente pela inflamação e obstrução das vias aéreas. Sabemos que em cães até é comum vermos eles respirarem pela boca, quando estão ofegantes, após um exercício, por exemplo. Mas este fato em gatos, não é normal e chama bastante atenção. Mas estamos falando de gatos realmente respirando com a boca por um tempo maior e não daquele ato que alguns proprietários já viram seus gatos fazendo quando estão cheirando algo. Os gatos possuem um órgão olfativo no céu da boca, e quando estão querendo farejar algo, eles podem ficar alguns segundos apenas com a boca aberta.

O diagnóstico dessa doença é feito pelo Veterinário com um bom exame físico, auscultação, hemograma e raio-x, descartando outras possíveis causas de tosse e dificuldade respiratória, além de outros processos alérgicos. O tratamento pode ou não ser necessário dependendo da gravidade do problema. A terapia visa limpar as vias aéreas, desobstruí-las e diminuir a inflamação, isso é feito com fármacos e inalação. Mas os medicamentos utilizados devem ser indicados apenas pelo Veterinário. Em alguns casos, pode ser preciso até que o animal seja internado, tamanha a dificuldade para respirar.

Se você percebeu que o gatinho começou a tossir, espirrar ou respirar de forma estranha, não hesite em procurar o Médico Veterinário.

 

Larissa Salles Teixeira

CRMV/PR 11718

Cornélio Procópio – PR

194 Visualizações

Veja também:

Miiase-ou-bicheira-site
Miíase ou bicheira – o que fazer?
escabiose-site
Coça, coça, coça – Pode ser Escabiose
QR Code Business Card

Pin It on Pinterest